Entenda como as transportadoras fazem o cálculo de frete

7 minutos para ler

É impossível negar que o serviço do cálculo de frete é indispensável dentro da logística. É ele quem poderá gerar lucro para a empresa e cobrir custos operacionais. No entanto, envolve complexidade e tem base em variáveis que nem sempre são fáceis de se obter.

Neste post você ficará por dentro de todas as informações sobre a formação do frete e os seus diferentes tipos, que influenciam no valor final que será cobrado.

Quais são os tipos de frete?

O frete de transportadora é calculado de diversos modos, que envolvem a forma de contratação, qual o tipo de carga, o percurso a ser feito pelo caminhoneiro, prazos de entrega e como a carga é enviada. Os mais populares são: normal, subcontratação e redespacho.

Direto ou normal

Este tipo de serviço é aquele onde a carga coletada no remetente é transportada diretamente ao destino final, sem a necessidade de outra operação ou transportadora ser envolvida, além de ser o serviço de maior demanda.

Assim, os impostos são calculados de acordo com o regime de recolhimento da empresa ou conforme descrito na legislação do estado.

Subcontratação

Neste serviço, a transportadora contratada não utiliza os próprios meios para realização da tarefa, mas direciona o frete à outra empresa para fazer as entregas. Deste modo, é como se houvesse uma espécie de terceirização de serviços.

Assim, uma parceria da empresa contratada com a terceirizada ajuda a ampliar sua área de atendimento e a conquistar mais clientes sem a necessidade de investir muito, afinal, é a empresa subcontratada que se responsabiliza pelo trajeto, o que diminui o prazo de entrega.

Redespacho

Semelhante à subcontratação, o serviço de redespacho aciona um terceiro, porém possui  algumas características particulares relacionadas ao percurso que será realizado.

No redespacho, a transportadora principal faz o trajeto de A até B, e em seguida repassa a carga à transportadora terceirizada, que faz o percurso de B até C, onde fica o destinatário – ou outro ponto intermediário, no caso de ter mais transportadoras envolvidas.

É como se a transportadora fizesse uma parte do caminho e entregasse a carga para uma subcontratada terminar o serviço.

Quais as diferenças entre cargas?

Os diferentes tipos de cargas também acabam influenciando no valor final do frete a ser pago. Volumes muito grandes necessitam de maior espaço no transporte, enquanto uma carga menor exige menos, por isso tem um menor custo. Isso, no entanto, pode variar também com o peso da carga, que apesar de ser menor no tamanho, pode demandar maiores dedicações no transporte.

Carga Lotação ou Fechada

Conhecidas como lotação, as cargas fechadas são aquelas que ocupam toda, ou maior parte, do espaço do caminhão utilizado. Isso exige uma dedicação exclusiva para a carga, caracterizando o transporte como delicado.

Neste serviço, a carga sai direto do remetente até o destinatário, sendo este o único ponto, visto que não há entregas de outros clientes. Na carga fechada, o frete baseia-se no tamanho do veículo, no percurso e nas características da carga, sendo ela valiosa, perecível ou outras.

Carga Fracionada

Neste tipo, o volume do pedido ocupa apenas um espaço do caminhão, fazendo com que pequenos outros pedidos sejam também colocados no veículo. Assim, o transporte faz diversas paradas, já que o espaço está repleto de solicitações de outros clientes, o que torna a entrega mais lenta.

Quais as variáveis no cálculo do frete?

Como dito anteriormente, o cálculo é feito com base em diversas informações obtidas em torno da operação, a fim de buscar um preço mais justo aos envolvidos. Apesar destes fatores variarem de empresa para empresa, identificar pontos fundamentais como distância, peso, cubagem e taxas, são úteis para uma previsão do valor que será cobrado no frete.

Frete Peso

É um ponto complexo no cálculo. O frete peso é definido por meio da relação entre o peso físico e o tamanho ocupado pela carga. Neste caso, se o tamanho for maior que o peso, o maior valor determina a cobrança, para que fique um valor justo.

Vale lembrar que, apesar disso, existem situações em que a carga ocupa maior espaço, mas pesa pouco, como o algodão. Outra opção é a carga pesada que ocupa menor espaço.

Frete Valor na Nota Fiscal

O frete é calculado com base no valor declarado na Nota Fiscal, determinando se a carga é valiosa. Assim, quanto maior o valor apresentado, maiores riscos de transportar a carga, principalmente no que diz respeito ao seguro adequado ao serviço. Dependendo do caso, é necessária uma escolta armada, o que acaba encarecendo o frete.

Distância percorrida

A distância do trajeto percorrido entre o remetente e o destinatário é refletido diretamente no valor cobrado do frete, já que, quanto maior o trajeto, maior o custo do transporte. É uma forma de cobrir os valores de combustível e tempo dedicado ao serviço.

Cubagem

A cubagem é definida como a relação entre o peso e o espaço que uma carga ocupa dentro de um caminhão. Este método é usado para fazer uma cobrança mais justa do valor do frete, já que existem cargas que ocupam muito espaço e necessitam de um veículo dedicado somente a elas.

O cálculo a ser feito é o do fator de cubagem onde, dentro do caminhão, 1 metro cúbico equivale a 300 kg. Assim, a conversão de cubagem em kg da carga é igual ao: comprimento x largura x altura x fator de cubagem.

Taxas específicas

Além dos itens já citados, as taxas que envolvem o serviço de entrega também afetarão o frete a ser cobrado. Elas podem ou não ser solicitadas pela transportadora, mas cabe à empresa verificar no momento da contratação. Entre as principais, encontramos:

· Taxa de restrição ao trânsito (TRT);

· Taxa de dificuldade na entrega (TDE): para locais de difícil acesso, entregas fora do horário comercial ou perigosos;

· Taxa de devolução: produto não recebido e que precisou retornar ao remetente;

· Taxa de reentrega: cobrada quando é necessário o produto ser reenviado posteriormente, mesmo após ser retornado;

· Frete mínimo: definição de um peso mínimo para transporte — caso a carga não o alcance, é cobrado o valor mínimo de frete;

· Gerenciamento de riscos (GRIS): seguro aplicado sobre o valor total para proteção contra roubos e furtos.

Sobre o cálculo de frete

 O cálculo do frete é complexo, pois envolve o cruzamento de informações do serviço, variando de transportadora para transportadora. Apesar disso, é importante observar que eles sejam diretamente relacionados ao custo de manutenção do caminhão, combustível, pedágios e despesas com motoristas de caminhão, sendo um trabalho demorado e sujeito a erros.

Para evitar problemas com erros de cálculo, geralmente as empresas utilizam um recurso de tabela de frete, onde as informações são usadas para formar o preço do frete e ajudar com o cruzamento de informações sobre o transporte. Conhecendo a tabela, é possível determinar o valor a ser cobrado com precisão.

Você também pode gostar

Deixe um comentário