Como usar o ARLA 32 pode ajudar o meio ambiente e o seu bolso

4 minutos para ler

Para o caminhoneiro que ainda não sabe o que é dirigir de uma maneira ecologicamente correta, é importante entender o que é o ARLA 32, o reagente sustentável que protege o seu caminhão, o meio ambiente e a economia.

O que é o ARLA 32?

O Agente Redutor Líquido Automotivo (ARLA) foi criado para tentar diminuir a poluição gerada por veículos a diesel. Quanto ao número 32 presente na nomenclatura, ele se refere à concentração de ureia (32,5%) na solução química. Isso quer dizer que o nível de pureza é alto, justamente para poder eliminar os óxidos de nitrogênio do escapamento do caminhão e do ônibus.

Observações importantes ao caminhoneiro

Como o ARLA 32 não contém substâncias tóxicas, explosivas ou inflamáveis, ele não representa uma ameaça à saúde. Então, se o reagente entrar em contato com a pele, basta uma simples lavagem com água. Embora ofereça baixo risco ao meio ambiente, ele deve ser transportado por um caminhão capacitado que não o exponha diretamente ao sol e evite a contaminação com outras substâncias do local. Aqui, cabe uma ressalva: apenas são aprovados veículos com tanques fabricados com aço inox e polietileno de alta densidade.

Esse reagente sustentável precisa ser armazenado em temperatura ambiente (25°C), evitando excesso de calor ou frio. Dessa forma ele fica protegido e sua durabilidade pode ser aumentada. Por conter ureia na composição, pode corroer metais como bronze e cobre, por exemplo.

Somado a isso, em 2012, o Sistema de Redução Catalisadora (SRC) passou a ser obrigatório nos carros produzidos no Brasil. Assim, a legislação, por meio do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), limita a emissão de gases poluentes que saem dos canos de descarga dos veículos.

Funcionamento do ARLA 32

O caminhão só pode utilizar o ARLA 32 se tiver o SRC. Veículos desse padrão têm um reservatório isolado, específico para essa finalidade. Quando esse sistema libera uma quantidade do material no catalisador, há uma reação química que, do óxido de nitrogênio, são formados nitrogênio e vapor d’água. Assim, o uso do ARLA 32 no caminhão, por ter uma tecnologia moderna, proporciona melhora no desempenho do veículo. Além disso, evita a aplicação de multas, otimiza o consumo do combustível e blinda o carro de possíveis danos.

Efeitos no seu bolso

É importante destacarmos a aposta de reaproveitamento do transporte de produtos. Cada vez mais, mercados e serviços voltados à sustentabilidade tendem a prosperar a economia nacional e mundial. Em um mundo onde é frequente desmatar riquezas naturais, iniciativas focadas na preservação do meio ambiente fortalecem todas as etapas dos negócios e ganham destaque aos olhos de investidores interessados.

Logo, seguir normas sustentáveis, como o ARLA 32, não ajuda apenas o meio ambiente ao reduzir impactos ambientais: o emprego das técnicas corretas faz com que o caminhão exija um menor consumo de combustível e, consequentemente, o gasto diminui. Nesse aspecto, ações simples na rotina do caminhoneiro podem gerar mudanças significativas e otimizar o tempo de viagem.

Na prática, você pode começar a prestar mais a atenção em ações, aparentemente, banais. Na próxima vez em que parar o caminhão, lembre-se de desligar o motor. Muitos condutores costumam deixar o veículo ligado, mesmo não estando em movimento, para que ele continue refrigerado.

“A ideia é que seja desligado o veículo quando houver alguma parada. Caso consiga reduzir o tempo ocioso do veículo em meia hora por dia, o condutor economizará até R$ 750 por mês”, afirma Erik Cabrini, instrutor de cursos do Programa de Aperfeiçoamento para Eficiência Energética do SEST SENAT, ao Blog do Caminhoneiro. Nos cursos que abordam a eficiência energética do transporte, oferecidos por essa instituição, os caminhoneiros aprendem sobre manutenção dos veículos, técnicas de velocidade, distância segura e condução econômica.

Agora, ficou clara a relevância do ARLA 32 no meio ambiente e na economia, certo? Você acabou de conferir técnicas para otimizar o deslocamento do seu caminhão e ser um melhor condutor. Se cada um de nós se comprometer com pequenas ações, podemos colaborar para um país sustentável, responsável e melhor visto diante de investidores.

Você também pode gostar

Deixe um comentário