Os 3 itens mais verificados em fiscalização nas estradas

4 minutos para ler

Como você sabe, trabalhar com o transporte de cargas exige muitos cuidados. Afinal, a condução de máquinas pesadas é uma responsabilidade enorme, sendo fundamental apresentar boas condições de rodagem. Por isso, aproveitamos o momento para falar sobre a fiscalização nas estradas! 

O nosso objetivo é demonstrar tudo o que você precisa saber nesse tema, explicando a importância das fiscalizações e quais são os principais fatores verificados nesses momentos. Assim, você estará bem-informado, rodando apenas em situações de segurança e de regularidade. Agora, acompanhe!

A importância das exigências legais às operações de transporte

Ainda que a fiscalização pareça um atraso para quem está com um prazo apertado, é muito importante lembrar o objetivo dessa exigência legal. A realidade é que esse tipo de interrupção é fundamental para a garantia da segurança nas estradas.

Sem uma fiscalização rigorosa, as pessoas estariam livres para rodar sem qualquer tipo de supervisão. A consequência disso seria um aumento drástico no número de acidentes, considerando que os caminhões estariam rodando com cargas muito acima do permitido.

Além disso, também devemos considerar o aumento de outras transgressões, como furtos, sequestros, contrabandos, tráfico e muito mais. Por isso, a fiscalização deve ser vista como parte fundamental da operação de transporte, sendo indispensável tanto para a qualidade do seu serviço como para a sua segurança durante a realização do trabalho.

Os 3 principais itens verificados durante a fiscalização nas estradas

Agora, chega o momento de conhecer os principais pontos de atenção durante uma parada de fiscalização. Além disso, é importante notar que a negligência em muitos desses itens pode até mesmo justificar a apreensão da carga e do caminhão. Veja!

1. Peso

O excesso de peso é uma questão delicada, pois é tanto um fator de risco como um prejuízo direto à preservação das estradas. Por isso, uma das principais análises da fiscalização é a pesagem do veículo, realizando o cálculo do peso da carga e conferindo esses valores com a documentação. A tabela com os limites avança proporcionalmente à configuração dos eixos do caminhão. Veja a seguir.

1.1 Eixo simples

  • 2 pneus — até 2 toneladas;
  • 4 pneus — até 12 toneladas.

1.2 Eixo duplo

  • 4 pneus — até 12 toneladas;
  • 4 pneus extralargos — até 17 toneladas;
  • 6 pneus e distância entre-eixos de menor que 1,20 m — até 9 toneladas;
  • 6 pneus e distância entre-eixos de até 2,40 m — até 13,5 toneladas;
  • 8 pneus não tandem — até 15 toneladas;
  • 8 pneus tandem — até 17 toneladas;
  • dupla tandem e distância entre-eixos de até 2,40 m — até 20 toneladas.

1.3 Eixo triplo

  • 12 pneus e distância entre-eixos de até 2,40 m— até 25,5 toneladas;
  • 12 pneus, uma simples e duas duplas tandem — até 27 toneladas;
  • 12 pneus tandem e distância entre-eixos acima de 2,40 m — até 30 toneladas.

2. Conservação

Já em um segundo momento, os fiscais observam o grau de conservação do veículo, examinando os componentes do sistema de freio, direção, suspensão e iluminação, além de averiguar a presença e a funcionalidade dos itens obrigatórios de segurança.

Parte importante dessa etapa é a análise do estado dos pneus, que não podem apresentar desgaste avançado e nem estarem descalibrados. Para um veículo em condições inadequadas, os fiscais podem aplicar uma infração grave, acrescentando 5 pontos na carteira e uma multa de R$ 127,69.

3. Documentação

Por fim, a documentação, tanto do motorista como da carga. O condutor deve apresentar CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo) em plena validade.

Já com relação à carga, o profissional deve apresentar a nota fiscal e o DACTe (Documento Auxiliar do Conhecimento de Transporte Eletrônico). Com isso em mãos, os fiscais podem conferir valores, pesos e detalhes, autorizando o seguimento da viagem.

Para encerrar, é importante lembrar que a fiscalização também pode envolver outros fatores, como a análise das dimensões do veículo, a inspeção das mercadorias e a observação do uso de acessórios que possam atrapalhar a sua condução ou a dos outros condutores.

E aí, você gostou deste post esclarecendo os principais pontos durante uma fiscalização nas estradas? Apesar de tomar um tempo importante da viagem, essa etapa é importante para garantir sua segurança e a de demais motoristas. Por isso, atente aos itens que mostramos e esteja sempre com a documentação em dia.

Lembrou outro item que merece atenção? Então, contribua para a discussão, deixando o seu comentário abaixo!

Você também pode gostar

Deixe um comentário